2ª Parte da entrevista de Urandir sobre os possíveis acontecimentos de 2012


Repórter UfotvOnline – Poderão se confirmar os três dias de escuridão, conforme muitas profecias falam sobre isso?

Urandir Oliveira – Sim, existe a possibilidade porque se vai alterar o campo eletromagnético da Terra e de outros planetas também invertendo a sua rotação ou pelo menos ajustando, claro que iremos sofrer uma alteração radical que pode durar dois ou três dias, de acordo com a velocidade da Terra, que pode acelerar ou pode paralisar por completo sua rotação. Isso pode proporcionar em um ponto da Terra somente a luz dia por muito mais tempo e em outro ponto a noite por um maior período de tempo. Pode significar os três dias de noite e escuridão como já houve no passado e que está relatado na Bíblia e em alguns pergaminhos encontrados no Egito, na Suméria, na Caldeia e em outros pontos que falam sobre isso, considerando a posição da Terra.

 

Repórter UfotvOnline – Essa data de 21 de dezembro está muito próxima das festas de final de ano. Se acontecer esses fatos, certamente as comunicações deverão ser afetadas. O que você recomenda para as pessoas que costumam viajar nesse período.

Urandir Oliveira – Digamos assim, trabalhando com a possibilidade de realmente acontecer uma forte emanação de energia do centro da galáxia em relação a todos os corpos próximos ao Sistema Solar e a Terra, com certeza teremos diversos problemas na comunicação, os sistemas, os satélites tudo deverá entrar em pane. E o melhor conselho seria para que as pessoas evitem viajar de avião nesse período. Por exemplo, eu não vou viajar e nem viajaria de avião nos dias 20, 21 e 22 de dezembro, independente se irá acontecer ou não. São três dias muito falados e realmente coincidem matematicamente com os vários ciclos e períodos que a Terra já passou e se encontrou em uma posição desfavorável em relação às anomalias do universo. Então não vamos abusar da sorte. Acreditando ou não, acontecendo ou não, eu vou me precaver ou viajar de carro ou vá antes para o local que pretende ir, de preferência acima de 300 metros do nível do mar, justamente para não correr nenhum risco. Como já houve hecatombes no passado, em eras muito semelhantes, ciclos e períodos culminando com fases como essa, não devemos arriscar. E outra coisa. Tudo aquilo que os maias deixaram como herança em escritas realmente ocorreram. Eles foram precisos tanto quanto as medidas da Nasa. Então não vamos abusar da sorte, não custa nada fazer uma prevenção antecipada dos fatos, desses fenômenos, caso realmente tudo isso aconteça.

Repórter UfotvOnline – Esses fatos não deverão ocorrer da noite para o dia, em um dia só. Como será isso? Teremos alguns anos pela frente?

Urandir Oliveira – De acordo com os estudos do Centro Tecnológico Zigurats – CTZ, há um ponto, um marco mais forte. Quer dizer, já estão ocorrendo várias coisas na natureza que já fogem do controle e da compreensão humana, mas digamos que a partir da hora marcada para o alinhamento, isso deve se intensificar ao longo dos dias, dos meses, dos anos e deve durar até 2016 e 2017, sendo que a previsão máxima é até 2018.  Se repetir o que ocorreu em outras eras, nós teremos mais ou menos três ou quatro anos de anomalias incontroláveis com a fúria da natureza, os acontecimentos fortes com o bombardeamento da Terra com partículas. A América do Sul, principalmente o Brasil, estaria em posição mais favorável, mas  mesmo assim não deixaria de sofrer as consequências da  natureza e especialmente as produzidas pelo  homem, as consequências vindo de alguns países. Realmente, pode acontecer durante uns três ou quarto anos, intensificação da atividade de vulcões, maremotos, mas também algumas anomalias no céu, na terra, no clima, no que diz respeito a gelo. Acredito que isso acontecendo repetindo o que já houve no passado, teremos um trabalho muito intenso até 2018 para reconstrução de tudo e da ordem e creio que só vai ficar totalmente estabilizado em 2028. Então não precisa ser hecatombe de grande proporção, basta ocorrer em diversos pontos da Terra, quase que simultaneamente e será o bastante para provocar prejuízo e dificuldades muito grandes no que diz respeito à sobrevivência humana e no reestabelecimento da ordem.

Repórter UfotvOnline – É por isso que você, seus parceiros de outros mundos e mais de 3.500 pesquisadores do Projeto Portal estão construindo uma cidade em pleno cerrado sul-mato-grossense?

Urandir Oliveira – Esse não é o principal motivo, é um deles. Sabendo que existe a possibilidade disso acontecer, nós tomamos como medida de prevenção fazer uma cidade que tenha casas elaboradas com sua arquitetura totalmente diferente do tradicional, resistente a ventos de até 500 km horários. Também prevendo alguns terremotos, as casas foram construídas com suas fundações diferenciadas das demais, com poços e galerias em locais estratégicos justamente para neutralizar possíveis vibrações sísmicas. Então dentro das galerias foram construídos silos e lá nós guardamos muitos alimentos como arroz, feijão, farinha, óleo, toda a alimentação básica, alguns medicamentos, e a água que foi uma das nossas maiores preocupações, seguida depois dos alimentos e outros meios de sobrevivência. Nós já estamos prontos para essa possibilidade e enfrentar esse tipo de situação. Mas esse não foi o ponto principal. Nós não acreditamos que o mundo irá acabar, mas sim que passará por algumas transformações. Se isso acontecer ou não, a cidade vai continuar porque nós temos um estudo voltado à arquitetura e a simetria da matemática universal que influencia nossos corpos, nossas mentes e a nossa parte intelectual e habilidades extrassensoriais. Então por isso que a cidade está sendo construída, não só prevendo as hecatombes, mas prevendo uma evolução em nível mental do ser humano e para deixar um legado para o futuro, porque lá nós teremos a Escola dos Mistérios, hospitais com meios alternativos, com escolas que darão uma visão mais aberta para as pessoas que ali estudarem. Temos também já em funcionamento o Centro Tecnológico Zigurats – CTZ com um observatório astronômico com tecnologia diferente do que existe na Terra, orientado por nossos parceiros das estrelas e conseguimos registrar fenômenos incríveis. Também desenvolvemos o projeto de várias pirâmides e uma delas já em construção que estará sincronizada com a nova posição magnética da Terra, com as novas medidas, e também com a influência da nova estrela polar que surgirá após o alinhamento para os próximos 5.125 anos e por isso a cidade está sendo construída. Além do que nós já temos o nosso próprio sistema econômico, como também nossa autonomia em termos de produção de alimentos, de tecnologia e máquinas mecânicas ou não, geradores autossustentáveis que produzem energia sem a necessidade de combustíveis fósseis ou de qualquer outro elemento da natureza que afete a poluição e  tudo baseado em campo magnético. Então nós teremos condições de deixar uma cidade totalmente diferente para  o futuro, para as novas gerações. Nos próximos 10 mil anos ela será exemplo para as pessoas que quiserem uma evolução mental, espiritual, que queiram ter a compreensão do todo de uma forma riquíssima em detalhes, com informações, com técnicas que irão ajudar a humanidade e as futuras gerações a não necessitarem de medicamentos como hoje ocorre, a ter uma alimentação saudável e uma condição de vida mais digna e mais saudável do que temos hoje, porque lá tudo está sendo programado e elaborado através de conhecimentos visando tudo o que a natureza nos proporciona, com um aproveitamento muito maior. E com isso haverá um prolongamento de vida jamais imaginado pelo homem e pela ciência tradicional.

Repórter UfotvOnline – Ocorrendo as possíveis hecatombes, certamente terá problemas na área política e social. Como ficará essa questão?

Urandir Oliveira – Na área econômica nós estamos muito bem, temos nosso próprio modelo econômico já circulando entre os participantes ativos da Associação Projeto Portal hoje e todas as pessoas são beneficiadas e a intenção é realmente um nivelamento financeiro entre todos, porque todos se auxiliam. Nós produzimos boa parte dos alimentos que consumimos, temos a nossa própria água, temos o nosso próprio gerador de energia que em breve será uma novidade para a população. Então a intenção nossa é depender muito pouco do sistema. Se houverem essas mudanças, economica e socialmente nós estaremos preparados para qualquer modificação radical. E em relação à política  e economia tradicional que praticamente já desabou com essas especulações e articulações políticas mundiais…Acreditamos que as lideranças mundiais não estão nem aí para a população…O condicionamento negativo que influencia a grande massa através dos diversos meios de comunicação está prejudicando muito o conhecimento e a sobrevivência na Terra. Claro que não interessa aos governos que nasçam mais pessoas no mundo, que as pessoas consigam pensar por si próprias, que tenham clareza mental e conhecimento muito acima da média tradicional porque é uma ameaça… Eles iriam perder o controle sobre a população. Nós estamos ajudando a essas pessoas que não têm o mínimo de informação, que não tem o menor poder de decisão, porque se acontecer alguma coisa, elas não sabem o que fazer, para onde ir, que atitude tomar, simplesmente esperaria a morte. Então nós já pensamos em tudo isso.  Todas as pessoas que participam do Projeto Portal têm essa consciência de que será necessário o nivelamento social, porque isso acabará com a pobreza e com os roubos… Nós temos um pensamento voltado a um nível consciencial diferenciado que foge dos padrões exigidos pela sociedade e linhas religiosas. Nossa conduta não sofre a influência do sistema tradicional. Enquanto as pessoas estiverem presas ao mecanismo atual, não conseguirão evoluir, não irão adquirir conhecimento, não conseguirão o prolongamento de vida,  porque estão submetidas a diversos fatores que implicam na sua saúde mental e física e principalmente na facilidade de pensar e agir.

Repórter UfotvOnline – Urandir, nós vimos o que vocês estão fazendo no Mato Grosso do Sul com uma proposta para a sociedade. Mas vimos também que os governos e a própria Nasa também estão estocando alimentos e água. No ano passado, a Nasa divulgou um vídeo dirigido a seus funcionários sobre como proceder em casos de hecatombes, mas a grande mídia não divulga nada sobre isso. O que você diz sobre isso?

Urandir Oliveira – Primeiro: não há interesse dos governos. Segundo: eles não têm onde colocar tanta gente. Se acontecer uma hecatombe, onde é que eles vão colocar essas pessoas? Então é melhor que morram. E aqueles que sobreviverem, eles vão colocar em escolas, em locais públicos para daqui a dois ou três anos conseguirem um abrigo para que continuem sua sobrevivência na Terra. Então são os dois motivos principais. E o terceiro, dentro da nossa visão, é que quanto mais pobre e mais miserável, melhor para as lideranças mundiais. Infelizmente é essa a percepção que temos de tudo. Mas vemos o outro lado da política também, observamos que algumas lideranças honestas fazem algo em benefício da população, porque também pensam nelas no futuro. Mas de cada 100 lideranças você tira uma cabeça pensante que não tem força diante do sistema, dos lobos que ali estão no sentido de fazer alguma coisa em benefício da população. Então raramente acontece algo positivo. É o mesmo com as lideranças religiosas. As Igrejas possuem mais bens e muito mais terras do que o próprio governo e, no entanto, eles não fazem desapropriação de suas terras, não fazem caridade, não dão benefícios para a população. Eles apenas enriquecem seus cofres como fazem as lideranças mundiais. Eles não estão nem aí para a população, porque se eles quisessem não haveria mais fome no mundo, não haveria miséria, todas as pessoas teriam sua casa, seu carro, seu dinheiro guardado para comprar alimentos e suprir necessidades para aproveitar a sua vida com dignidade. No entanto, não interessa aos governos pessoas livres do condicionamento liderado e imposto por eles. Não teria mais fome nesses países da África, da Ásia, inclusive no interior do Brasil, é uma vergonha o que nós vemos por aí. Quando visitamos o Norte e o Nordeste brasileiro é como se estivéssemos visitando um país da África: Nigéria, Etiopia, Sudão… Então o Brasil tem essa cara bonita lá fora, mas o seu interior é completamente esquecido. Realmente os participantes do Projeto Portal têm a consciência da igualdade social, onde todas as pessoas tem o direito de comer, de se divertir, de ter uma vida digna e não ficar nessa miséria e achar que ainda deve favor aos governos e às Igrejas. As religiões tem seu lado bom de tirar as pessoas da bebida, da droga, do roubo, do assalto e tudo mais. E também os governos fazem a sua campanha, mas isso é um grão de areia na imensidão… Eles fazem isso, mas não beneficia nem um por cento da população brasileira, mas poderiam realizá-lo de tal maneira que em seis meses deixariam todas as pessoas muito bem em termos de condições financeiras, de saúde e tudo mais. Mas é uma vergonha. As lideranças mundiais não têm mesmo interesse em ajudar a população, pois eles já têm seu futuro garantido e locais seguros para seus familiares. Porque essas essa movimentação entre alguns países criando inclusive um banco de sementes em pleno gelo norueguês?  Porque eles sabem que algo está para  acontecer. Até no Brasil  estão armazenando alimentos através da Conab nos  principais aeroportos brasileiros e em outros setores estratégicos também. Por quê? Porque eles estão prevendo realmente hecatombes, mudanças radicais que vão acontecer.

Repórter UfotvOnline – Você falou em possibilidades das hecatombes. Haverá alguma data antes de dezembro para ternos uma confirmação de tudo isso?

Urandir Oliveira – Sim, no dia três de novembro, quando terei cem por cento das informações sobre os acontecimentos, conforme a orientação de nossos parceiros das estrelas.

Repórter UfotvOnline – Qual o alerta ou mensagem que vocë passaria para a humanidade?

Urandir Oliveira – O sistema programou para nós o seguinte:  nascer, crescer, aproveitar os prazeres da vida, baladas, bebidas, drogas, festas, status social, constituir uma família, procriar, trabalhar até a aposentadoria, adoecer, uma cadeira de rodas e enfim a sepultura.Esta é a única certeza que a população tem.

É isso que você quer para si? Viemos aqui para isso? Liberte-se do sistema, caminhe com suas próprias pernas.

 


bibliografias:
Urandir - Urandir site Urandir
Urandir Ufologia Urandir
Urandir web archive - Urandir web link Urandir | Projeto Portal | Urandir Oliveira | Urandir Fernandes de Oliveira