Turquia 2014

1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
 
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
 
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
 
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
 
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
 
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
 
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
 
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia
1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia

Urandir Galeria

Urandir-Bazar-Egipcio-Mercado-Tipico-de-Istambul-Turquia-1024x768 urandir-e-projeto-portal-promovem-evento-em-dara-na-turquia-garotinhas-turcas Urandir-Castelo-de-Rumkale-visto-nas-margens-do-Rio-Eufrates-150x150 Urandir-Entrada-do-Museu-dos-Derviches-em-Konya-na-Turquia-300x225 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-16-150x112 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Grupo-da-Expedicao-Zigurats-Turquia-aguardando-embarque-no-voo-para-Istambul-400x300 Urandir-Vista-Noturna-da-Mesquita-Azul-em-Istambul-Turquia-150x150 Urandir-Monte-Nemrut-Viosta-durante-subida-ao-monte Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Retirada-de-Malas-no-Aeroporto-Internacional-de-Istambul-na-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-150x150 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-18-300x225 Urandir-Vista-de-cima-das-colinas-do-Rio-Eufrates-300x225 urandir-e-projeto-portal-promovem-evento-em-dara-na-turquia-material-escolar-para-centenas-de-crian%c3%a7as Urandir-Frutas-Secas-e-Especiarias-no-Bazar-Egipcio-Istambul-Turquia-150x100 Urandir-Suporte-de-pilares-encontrado-dentro-do-templo-de-Afrodite-na-cidade-de-Aphrodisias-300x225 urandir-e-projeto-portal-promovem-evento-em-dara-na-turquia-crian%c3%a7as-que-foram-presenteadas Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-13 Urandir-entralhes-em-alto-e-baixo-relevo-encontrado-dentro-do-templo-de-Afrodite-na-cidade-de-Aphrodisias Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Expedicao-Zigurats-2013-Aeroporto-Internacional-de-Istambul-na-Turquia Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Embarque-da-Equipe-da-Expedicao-Zigurats-Turquia-voo-para-Istambul Urandir-Instrumentos-usados-pelos-monges-Derviches-Museu-dos-Derviches-em-Konya-na-Turquia urandir-e-projeto-portal-promovem-evento-em-dara-na-turquia-centenas-de-crian%c3%a7as-ganharam-material-escolar_1 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-19 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-400x300 Urandir-Acesso-ao-Bazar-Egipcio-em-Istambul-400x266 Urandir-Detalhe-de-Mosaico-exposto-no-Museu-de-Mosaicos-em-Antakya-400x300 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Aeroporto-Internacional-de-Guarulhos-Equipe-da-Expedicao-Zigurats-Turquia-aguardando-embarque-no-voo-para-Istambul-400x300 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Retirada-de-Malas-no-Aeroporto-Internacional-de-Istambul-na-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Floristas-de-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-Turquia-400x300 Urandir-Escultura-de-Afrodite-no-museu-de-Aphrodisias-na-Turquia-150x150 Urandir-Especiarias-vendidas-no-Bazar-Egipcio-em-Istambul-Turquia-300x200 Urandir-Bazar-Egipcio-Mercado-Tipico-de-Istambul-Turquia-150x112 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Centro-de-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013 Urandir-Mesquita-Azul-em-Istambul-Turquia-1024x680 Urandir-Vista-de-cima-das-colinas-do-Rio-Eufrates-150x150 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Equipe-aguardando-check-in-no-Aeroporto-Internacional-de-Guarulhos-150x150 Urandir-Acesso-ao-Bazar-Egipcio-em-Istambul-150x150 urandir-e-projeto-portal-promovem-evento-em-dara-na-turquia-centenas-de-presentes-foram-doados-para-as-crian%c3%a7as_0 Urandir-Bazar-Egipcio-Istambul-Turquia-2013 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Equipe-da-Expedicao-Zigurats-Turquia-2013-aguardando-embarque-no-voo-para-Istambul-400x300 Urandir-Mesquita-Santa-Sofia-em-Istambul-Turquia-150x100 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-16-400x300 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Floristas-de-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Aeroporto-Internacional-de-Guarulhos-Equipe-da-Expedicao-Zigurats-Turquia-aguardando-embarque-no-voo-para-Istambul-150x112 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Floristas-de-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-Turquia-150x112 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Equipe-aguardando-check-in-no-Aeroporto-Internacional-de-Guarulhos-300x225 Urandir-Torre-da-Mesquita-inundada-pelo-Rio-Eufrates-300x225 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Chegada-ao-Aeroporto-Internacional-de-Istambul-na-Turquia-Expedicao-Zigurats-Turquia Urandir-Torre-da-Mesquita-inundada-pelo-Rio-Eufrates-150x112 Urandir-Venda-de-Produtos-no-Bazar-Egipcio-Istambul-Turquia Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-11-150x150 Urandir-Castelo-Rumkale-nas-margens-do-Rio-Eufrates-300x225 Urandir-Detalhe-de-mosaico-no-museu-de-Antakya-300x225 Urandir-Interior-da-Mesquita-Azul-em-Istambul-Turquia-150x100 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-18-150x150 Urandir-Mesquita-Santa-Sofia-em-Istambul-Turquia-400x266 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Equipe-da-Expedicao-Zigurats-Turquia-aguardando-embarque-para-Istambul Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Local-da-Expedicao-Zigurats-2013-300x225 Urandir-Vista-Noturna-da-Mesquita-Azul-em-Istambul-Turquia-150x99 Urandir-Vista-de-um-granbe-mosaico-da-antiga-Antioquia-no-museu-de-Antakya-400x300 Urandir-Entrada-do-Museu-dos-Derviches-em-Konya-na-Turquia-150x150 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-19-400x300 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Equipe-da-Expedicao-Zigurats-Turquia-2013-aguardando-embarque-no-voo-para-Istambul Urandir-Vista-de-um-granbe-mosaico-da-antiga-Antioquia-no-museu-de-Antakya-150x112 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Trem-tradicional-em-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-14 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Floristas-de-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-Turquia Urandir-Vista-Lateral-do-Museu-dos-Derviches-em-Konya-na-Turquia-150x112 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Local-da-Expedicao-Zigurats-2013-150x112 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-14-150x150 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Floristas-em-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-300x225 Urandir-Vista-das-cascatas-em-Pamukkale-Turquia-300x225 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-16 urandir-e-projeto-portal-promovem-evento-em-dara-na-turquia-equipe-arrecadou-centenas-de-presentes Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Aeroporto-Internacional-de-Guarulhos-Equipe-da-Expedicao-Zigurats-Turquia-aguardando-embarque-no-voo-para-Istambul-300x225 Urandir-Venda-de-Produtos-no-Bazar-Egipcio-Istambul-Turquia-300x200 Urandir-entralhes-em-alto-e-baixo-relevo-encontrado-dentro-do-templo-de-Afrodite-na-cidade-de-Aphrodisias-400x300 Urandir-Grande-Variedade-de-Itens-do-Bazar-Egipcio-em-Istambul-150x150 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Retirada-de-Malas-no-Aeroporto-Internacional-de-Istambul-na-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-300x225 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Istambul-Cidade-da-Turquia-Expedicao-Zigurats-2013-17 Urandir-Galeria-Alessandro-Vanessa-Equipe-da-Expedicao-Zigurats-Turquia-aguardando-embarque-para-Istambul-150x112

Novas pesquisas levam a concluir que Jesus foi casado e teria mulheres discípulas

Jesus teria tido discípulas mulheres ? Teria sido Jesus casado ? os indícios parecem levar a essa conclusão … entenda mais o porquê :

Novos testes científicos comprovam que não há nenhuma evidência de falsificação moderna em um texto escrito num papiro egípcio antigo, que se refere a Jesus como sendo casado, de acordo com um artigo muito aguardado e que foi publicado nesta quinta-feira (10-4-2014) na revista da Escola de Teologia de Harward “Harvard Theological Review”. 1x1.trans | Novas pesquisas levam a concluir que Jesus foi casado e teria mulheres discípulas

Cientistas que examinaram o controverso fragmento de papiro escrito em copta egípcio em que Jesus fala de sua esposa  concluíram  que o papiro e a tinta são provavelmente antigos e não uma falsificação moderna conforme  alegavam alguns críticos.

Os resultados apoiam o argumento da professora de Harvard Karen L. King que o texto controverso, seria o primeiro que faz referência explícita a um Jesus casado, é quase certamente um documento autêntico .

Entre outros testes, uma equipe do departamento de Biologia Evolutiva Humana da Universidade de Harvard realizou um teste de carbono 14 no fragmento e dataram  entre 659 e 869 dC, aproximadamente contemporâneo com um fragmento de papiro indiscutível do Evangelho de João .

Uma conservacionista e um engenheiro elétrico da Universidade de Columbia analisaram a composição química da tinta usando um teste de espectroscopia micro-Raman e descobriram que não tinha as características de tinta moderna, mas sim ela era semelhante a mesma tinta usada no Evangelho de João, que eram tintas a base de carbono comumente usadas pelos egípcios. O fato dessa análise excluir  a suspeita de falsificação do papiro com tintas modernas fez calar muitos críticos que acusaram inicialmente o papiro como falso, somente analisando visualmente imagens de baixa resolução.1x1.trans | Novas pesquisas levam a concluir que Jesus foi casado e teria mulheres discípulas

Os resultados finais dos testes foram publicados on-line pela “Harvard Theological Review” nesta quinta-feira.

O Theological Review deveria ter publicado os resultados de Karen King em janeiro de 2013. King disse que demorou mais tempo do que o esperado para concluir o teste, principalmente porque não tinha orçamento.

Interessante é que a Escola de Teologia de Harward concedeu ao Globe, ao The New York Times, e a Revista de Harvard acesso antecipado para os artigos da Harvard Theological Review. Os três órgãos de imprensa foram autorizados a entrar em contato com pesquisadores envolvidos com os artigos, com a condição de que seriam titulares na publicação até quinta-feira de manhã, quando o Theological Review fosse publicado on-line, e que não poderiam entrar em contato com nenhuma outra fonte externa para comentar o assunto com antecedência. Isso demonstra que há um grande interesse por trás da verdade que o pequeno fragmento de papiro esconde … ou escondia.

O Theological Review publicou também uma refutação por Leo Depuydt, um egiptólogo da Universidade de Brown, 1x1.trans | Novas pesquisas levam a concluir que Jesus foi casado e teria mulheres discípulasque disse ter revisado os resultados do teste, mas manteve-se convencido de que o fragmento era uma falsificação moderna pintadas em um antigo pedaço de papiro em branco.

Depuydt sustenta o caso que há apenas uma possibilidade infinitesimal de que as semelhanças entre o Evangelho de Tomé e o Evangelho da esposa de Jesus serem coincidência.

Mas Karen King responde que os paralelos não são tão próximos como Depuydt e outros afirmam, e que alguma sobreposição não é surpreendente, porque abordam temas semelhantes e porque muitos textos cristãos antigos fazem referencia e respondem a um outro.

Depuydt diz que os erros gramaticais que ele vê no texto não poderiam ter sido feito por um orador copta. Uma linha, segundo ele, parece traduzir : “Um homem mau é que ele não traz. ” “Você não pode fazer sentido como um texto copta fluente “, disse ele . “Então, você descobre que está tudo vindo do Evangelho de Thomas. Bem, caso encerrado. ” . E Depuydt , frente as provas científicas da autenticidade do papiro questiona então seu conteúdo.

Mas Karen argumenta que as questões gramaticais que Depuydt levanta são ou erros de sua própria análise ou de construções gramaticais similares, incluindo o mesmo erro que o erro de digitação evidente no Evangelho de Tomé, e que também existem em outros textos coptas , cuja autenticidade é indiscutível.

Em suma, Karen contesta que não faz sentido que um falsificador com pobres habilidades coptas e escribas também tenha conseguido adquirir o tipo certo de papiro e de tinta, e não deixar tinta fora do lugar em nível microscópico.  “Na minha opinião , essa combinação de trapalhão e sofisticação parece extremamente improvável”, escreveu ela em seu artigo .

“Eu estou basicamente esperando que possamos ultrapassar a questão das perguntas sobre falsificação e ira ao significado deste fragmento para a história do cristianismo, para a reflexão de questões como : ‘Por que Jesus ser casado ou não, importa mesmo ? Por que é que as pessoas tiveram uma reação tão incrível para isso? ‘ “, Disse King em uma entrevista.

Embora o fragmento de tamanho de um cartão de visita contenha apenas alguns pedaços de frases aparentemente tiradas de um texto maior, elas parecem expressar idéias ainda não vistas nos Evangelhos canônicos do Novo Testamento.

“Jesus disse -lhes: ‘ Minha esposa … ‘”, 1x1.trans | Novas pesquisas levam a concluir que Jesus foi casado e teria mulheres discípulasdiz um trecho interrompido por uma borda rasgada, enquanto outras linhas que citam Jesus sugerem que pelo menos uma mulher poderia ter sido sua discípula, papel preenchidos exclusivamente por homens nos evangelhos canônicos.

A primeira linha , de acordo com a tradução de King, diz em parte : “Minha mãe me deu a vida. ”

A existência do fragmento, conhecido como o “Evangelho da Esposa de Jesus ” foi divulgada inicialmente em uma conferência acadêmica em 2012. Ele é visto por alguns como um vislumbre de como antigos cristãos pensavam enquanto condenado por outros, incluindo o Vaticano, como uma farsa absurda.

Porém “Todas evidências apontam para o papiro ser mesmo antigo e  ter sido escrito na Antiguidade” afirmou Karen King , a pesquisadora de história da academia de Teologia de Harvard, a uma coletiva de imprensa já em 2012 quando apresentou pela primeira vez o fragmento.

E agora ? Será que a história está mudando ? Vamos continuar a buscar conhecimento !

 

Publicação de arquivo de urandir em 2014-04-11 07:00:03.
bibliografias:
Urandir - Urandir site Urandir
Urandir Ufologia Urandir
Urandir web archive - Urandir web link Urandir | Projeto Portal | Urandir Oliveira | Urandir Fernandes de Oliveira

Indícios de que Jesus não foi crucificado preocupa o Vaticano

Descoberta na Turquia é motivo de preocupação para o Vaticano.

Uma Bíblia com mais de 1.500 anos de idade, foi descoberta na Turquia e está sendo motivo de preocupação para o Vaticano. Isso porque nessa Bíblia1x1.trans | Indícios de que Jesus não foi crucificado preocupa o Vaticano está registrado o Evangelho de Barnabé, que foi um dos discípulos de Cristo, que viajou com o apóstolo Paulo, que mantém uma visão de Jesus Cristo semelhante ao Islamismo.

O livro foi descoberto no ano 2000 e tem sido mantido em segredo no Museu Etnográfico de Ancara na Turquia. A bíblia feita em couro tratado e escrita em um dialeto do aramaico, que era a língua de Jesus Cristo, tem suas páginas escurecidas devido a ação do tempo. Segundo diversas notícias de redes como EuroNews e NTV diversos especialistas já avaliaram o livro e asseguram que ele é autêntico.

As autoridades religiosas de Teerã insistem que a antiga Bíblia mostra que Jesus não foi crucificado, não era o Filho de Deus mas sim um profeta, e chamou Paulo de o “impostor”. A Bíblia também diz que Jesus subiu ao céu vivo sem ser crucificado e que Judas Iscariotes supostamente teria sido crucificado em seu lugar. A Bíblia ainda prevê a chegada do último 1x1.trans | Indícios de que Jesus não foi crucificado preocupa o Vaticanomessias islâmico, fato que ainda não teria ocorrido.

O Vaticano expressou grande preocupação com a descoberta do livro e pediu às autoridades turcas para que os especialistas da Igreja Católica possam avaliar o conteúdo do livro.

A Bíblia atual é composta pelos livros que foram escolhidos no Primeiro Concílio de Niceia no ano de 325 DC, que foi um concílio de bispos cristãos reunidos na cidade de Niceia da Bitínia (atual Iznik na Turquia), convocados pelo imperador romano Constantino I. Nesse concílio foi feita a seleção dos evangelhos que fariam parte da Bíblia. Acredita-se que a Igreja Católica, no Concílio de Nicéia, durante a seleção dos Evangelhos que fariam parte da Bíblia teria excluído alguns, possivelmente incluindo o Evangelho de Barnabé, assim como muitos outros Evangelhos conhecidos como Evangelhos do Mar Morto.

Nos últimos anos a história de Jesus tem sofrido constantes reviravoltas. A questão que está sendo levantada nos últimos dias é: teria Jesus sido crucificado ? Se não foi ele, quem foi que teria sido crucificado em seu lugar ? Judas ou alguma outra pessoa ? Continuamos a pesquisar respostas.

Confira abaixo imagens com mais detalhes da Bíblia Turca

Egiptólogos descobriram enigmática estrutura com possível imagem primitiva de Jesus

Egiptólogos catalães descobriram uma enigmática estrutura com uma possível imagem primitiva de Jesus

1x1.trans | Egiptólogos descobriram enigmática estrutura com possível imagem primitiva de JesusCuidadosamente, alguém fechou a tampa do tinteiro. Ao seu lado, havia sido deixado dois cálamos de madeira amarrados com um embrulho de tecido. Cálamo é um instrumento para a escrita, feito de um pedaço de cana ou junco, talhado obliquamente ou afinado na extremidade, utilizado antigamente para escrever em tábuas de argila, papiros e pergaminhos.

O Egiptólogo e diretor da missão Josep Padró esteve no Egito trabalhando no sítio arqueológico de Oxyrhynchus onde a descoberta foi encontrada e estuda também as pinturas coptas da estrutura subterrânea feitas pelos primeiros cristãos.

O túmulo desse escriba é excepcional, pois revela seus pertences enterrados com o trabalho. A prova dessa importante descoberta é que o ministro de Antiguidades do Egito, Mohamed Ibrahim, foi responsável pessoalmente por avançar alguns resultados desta última campanha de escavações na antiga cidade egípcia Oxyrhynchus, realizadas pela Sociedade Catalã de Egiptologia e pela Universidade de Barcelona.

O interessante nesse sítio arqueológico e que difere de qualquer outro já encontrado é o fato deste conter 1x1.trans | Egiptólogos descobriram enigmática estrutura com possível imagem primitiva de Jesusas ferramentas de trabalho do escriba. Dos milhares de papiros descobertos no final do século XIX até agora não foram encontrados qualquer tipo com suas ferramentas.

O túmulo do escriba, intacto e bem conservado, contém o seu pequeno tesouro. “Os ricos eram enterrados com suas jóias, e os pobres com suas ferramentas de trabalho.” E assim, a missão de arqueólogos resgata do esquecimento um tinteiro de metal e com uma grande surpresa: estava cheio de tinta. “É preto, e poderíamos analisá-lo para saber sua composição”, diz Padró antes de ressaltar que os dois cálamos estavam meticulosamente enrolados juntos.

A falta de inscrições no túmulo do escriba leva apenas a analisar as evidências arqueológicas e seu próprio cadáver. Segundo análise de um egiptólogo ele tinha apenas 16 anos. Seria um aprendiz? O que pode-se afirmar é que ele pertenceu ao período Romano Copta, coforme o método do sepultamento.

O Sítio arqueológico de Oxyrhynchus já revelou importantes descobertas como o Osireion (templo subterrâneo dedicado ao deus Osíris, os poucos que permanecem). Agora revela uma grande estrutura de pedra subterrânea com importância inquestionável.

Localizada no meio de um belo pórtico com colunas em uma via que atravessa a cidade e liga o Nilo ao deslumbrante Osireion. A escavação da e1x1.trans | Egiptólogos descobriram enigmática estrutura com possível imagem primitiva de Jesusstrutura tem sido um trabalho faraônico pois está coberta de detritos muito pesados “propositalmente colocados”. Um arquteto e um engenheiro comandam a retirada dos detritos que já somam 45 toneladas em pedra.

Assim que a estrutura foi desenterrada, veio a surpresa. “As paredes são cobertas com cinco ou seis camadas de tinta, a último correspondente ao tempo dos primeiros cristãos coptas.” “Existem decorações vegetais, e as inscrições foram copiadas, mas ainda não traduzidas, e a figura de um jovem, com cachos, vestindo uma túnica curta e com a mão ao ar livre, como se para abençoar.” Para o egiptólogo, “poderia ser uma imagem muito primitiva de Jesus Cristo”, semelhantes às encontradas em catacumbas romanas, embora não exclua que poderia corresponder a um santo. Atualmente, a representação permanece protegida e espera-se que as inscrições traduzidas possam passar mais detalhes.

Padró descreve a estrutura descoberta: é quadrada, com quatro pilares e um tamanho de 8 metros de largura por 3,75 de profundidade; cada pedra, muito bem encaixada e com nichos onde provavelmente existiam estátuas. Poderia ser uma outra Osireion ou Serapeum (templo do deus Serapis, a forma helenizada de Osíris, documentado pelo papiros, e que ainda não foi encontrada)?. “Nós não sabemos, mas esta descoberta nos lembra muito”, Pedró reflete.

A missão irá iniciar um projeto para preservar as melhores pinturas coptas para serem visitáveis no futuro.
Será que estamos de frente com a melhor e mais conservada imagem de Jesus Cristo ??

De Malas prontas para a 8a Expedição Zigurats

Começa no dia 01 de maio de 2014 a 8a Expedição Zigurats Projeto Portal liderada pelo presidente da Associação, Urandir Fernandes de Oliveira. O foco da expedição será novamente a Turquia, com o objetivo de aprofundar as pesquisas no enigmático monte Nemrut e na antiga cidade de Dara. 1x1.trans | De Malas prontas para a 8a Expedição Zigurats

Urandir e um pequeno grupo já se dirigiram alguns dias antecipadamente para a cidade de Dubai no país proximo da Turquia, onde visam estudar a arquitetura e história desse fantástico lugar.

Dubai é uma cidade correspondente ao Emirado de Dubai que pertence aos Emirados Árabes Unidos (uma federação de monarquias absolutas hereditárias árabes). O Emirado de Dubai é um dos sete emirados que compõem o país sendo que Dubai é o emirado mais populoso entre os sete emirados, com aproximadamente 2 262 000 habitantes. Está localizada ao longo da costa sul do Golfo Pérsico na Península Arábica na Ásia. O município muitas vezes é chamado de “Cidade de Dubai” para diferenciá-lo do emirado homônimo. A cidade é conhecida mundialmente por ser extremamente moderna, futurista e por seus enormes arranha-céus e largas avenidas. 1x1.trans | De Malas prontas para a 8a Expedição ZiguratsUrandir e o grupo aproveitaram a estadia em Dubai para uma excursão histórica fascinante. O percurso os levou a  Burj Al Arab, hotel de referência até o Majlis Al Ghorfat, uma magnífica estrutura construída em 1955 e recentemente restaurada, originalmente residência de verão do falecido Sheikh Rashid bin Saeed Al-Maktoum.  Visitaram também os modernos palácios com parada na Mesquista Jumeirah.  Passaram pelo magnífico Palácio Zabeel chegando ao Distrito Bastakia, parte antiga da cidade, visitando o  Museu  Forte Al Fahidi com aproximadamente 200 anos. Após isso embarcaram em uma travessia do “creek” até o mercado de especiarias com seus aromas exóticos e o mercado do ouro.

No próximo dia, a equipe irá passar pelo maior porto artificial do mundo em Jebel Ali e atravessar por aproxima1x1.trans | De Malas prontas para a 8a Expedição Ziguratsdamente duas horas ao longo de uma estrada no deserto onde chegará a Abu Dhabi, a capital do Emirados Árabes Unidos onde irão visitar as modernas arquiteturas árabes nos muitos arranha-céus, vilas e palácios, incluindo a majestosa Mesquita Sheikh Zayed, a terceira maior do mundo, em homenagem a Sheikh Zayed bin Sultan Al Nahyan, o primeiro Presidente dos Emirados Árabes Unidos. Passarão pelo Heritage Village, onde uma antiga aldeia de pescadores e barracas beduínas foram replicadas para dar uma sensação da vida tradicional em Abu Dhabi.

Finalizando, passarão pelo Emirates Palace visitando o Manarat al Saadiyat e a Yas Island. Em seguida o grupo seguirá rumo a Istambul na Turquia, onde se encontrarão com o segundo grupo de pesquisadores do Projeto Portal que embarcará no Brasil na madrugada do dia 2 rumo a Istambul.

Segundo Urandir Fernande de Oliveira, “INICIAREMOS NA TURQUIA UMA ATIVIDADE QUE TERÁ COMO FOCO REPASSAR  CONHECIMENTO, E SE ESTENDERÁ PARA TODO PLANETA.” Urandir complementa: “AGRADECEMOS A TODOS O CARINHO QUE NOS DESEJARAM DE SUCESSO!”

Confira a galeria de fotos de Dubai

Publicação de arquivo de urandir em 2014-04-30 18:04:11.
bibliografias:
Urandir - Urandir site Urandir
Urandir Ufologia Urandir
Urandir web archive - Urandir web link Urandir | Projeto Portal | Urandir Oliveira | Urandir Fernandes de Oliveira

1o dia da 8a Expedição Zigurats-Projeto Portal Turquia 2014

No 1o dia da 8a Expedição Zigurats Projeto Portal Turquia 2014 a equipe que estava no Brasil enfrentou quase 20 longas horas de viagem desde o Aeroporto Internacional de Guarulhos em São Paulo, com escala em Istambul (Turquia) e com o destino final Gaziantep(turquia) .

A equipe se encontrou em Istambul com o grupo que veio direto de Dubai e todos seguiram rumo a Gaziantep, dando início as atividades da 8a Expedição Zigurats.1x1.trans | 1o dia da 8a Expedição Zigurats Projeto Portal Turquia 2014

Gaziantep é uma cidade e grande  área metropolitana do sudeste da Turquia, situada junto à fronteira com a Síria, a menos de 120 km de Alepo. É a capital da província de mesmo nome e faz parte da Região do Sudeste da Anatólia e do também chamado Curdistão turco.

É uma das cidades continuamente habitadas mais antigas do mundo. Foi fundada pelos Hititas cerca de 1 000 a.C. com o nome de Doliche, nome também usado pelos Gregos.

Em Gaziantep a equipe se hospedou para no dia seguinte (03 de maio) partirem em direção a Adiyaman, onde se encontra o enigmático Monte Nemrut.

Confira abaixo a galeria de imagens

Publicação de arquivo de urandir em 2014-05-03 23:27:41.
bibliografias:
Urandir - Urandir site Urandir
Urandir Ufologia Urandir
Urandir web archive - Urandir web link Urandir | Projeto Portal | Urandir Oliveira | Urandir Fernandes de Oliveira

2o dia da 8a Expedição Zigurats – Turquia 2014 – Urandir e Equipe Zigurats no Monte Nemrut

No segundo dia da 8a Expedição Zigurats  Urandir e a equipe de pesquisadores do Projeto Portal se dirigiu para o Monte Nemrut.

O Monte Nemrut foi visitado anteriormente na 7a Expedição Zigurats no ano de 2013. A Equipe regressou para uma nova atividade no mesmo local. Dessa vez cumpriu com grande êxito todas as metas planejadas.

O Monte Nemrut  localiza-se no Sudeste da Anatólia a cerca de 100 km da cidade de Adıyaman na Turquia e é o primeiro relevo a destacar-se no norte da Mesopotâmia com uma altitude de 2150 metros do nivel do mar. Desde 1987 o Monte Nemrut foi classificado pela UNESCO como como Património Mundial em função das importância histórica do local, ainda sendo pesquisada e questionada por muitos cientistas. De acordo com os historiadores, as estátuas datam do século I AC, época em que o rei Antíoco I decidiu 1x1.trans | 2o dia da 8a Expedição Zigurats   Turquia 2014   Urandir e Equipe Zigurats no Monte Nemrut estabelecer uma nova religião, tendo como base diversas crenças helenísticas e persas, misturadas com o culto a si próprio. Para isso mandou construir um santuário funerário, e junto do mesmo, esculpir estátuas de diversos deuses mitológicos, entre eles Zeus, Apolo e Hércules, bem como a sua própria estátua. Apesar disso, Urandir e o grupo de pesquisadores acreditam ser muito mais antigas essas estátuas, assim como o próprio monumento.

No topo do Monte Nemrut encontram-se as ruínas do túmulo e hierotheseion (palavra derivada do Grego e que se refere à area do enterramento sagrado de uma família real, e cuja utilização só é conhecida em Comagena) do rei Antíoco I (ou Antiochus Theos), um dos reis do pequeno Estado Helenístico de Comagena. Numa das inscrição encontradas no local, o Rei Antíoco declara que construiu o monumento para os anos e gerações que se lhe seguissem “como uma dívida de agradecimento aos deuses e aos seus antepassados deificados pela sua manifesta assistência”.

Para a construção deste monumento funerário, construído com grandes lajes de pedra e de configuração piramidal, o cume original do monte Nemrut foi removido. As plataformas Este e Oeste do monte, que correspondem à base do túmulo, são templos a céu aberto com imensas estátuas de leões, águias e estátuas gigantescas de deuses e do rei Antíoco, a maior parte extraordinariamente bem preservadas. Estão dispostas da mesma forma em ambas as plataformas e correspondem1x1.trans | 2o dia da 8a Expedição Zigurats   Turquia 2014   Urandir e Equipe Zigurats no Monte Nemrut às estátuas dos deuses Apolo, Zeus, do meio-deus Hércules, da deusa Comagena da fertilidade Tique e do rei Antíoco de Comagena.

O local foi escavado em 1881, pelo arqueólogo alemão Charles Sester, que não encontrou a sepultura de Antíoco I, apenas as estátuas. Até hoje o túmulo do rei não foi revelado, estando ainda soterrado abaixo de mais de 50 metros de pedras, que segundo os guias locais ainda não existe tecnologia na terra para removê-las naquele local. Esse fato deixou todos integrantes da equipe bastante intrigados. Fato ainda marcante é que a própria imprensa turca divulgou que o Ministério da Cultura da Turquia tem a  intenção de remover as estátuas para um museu e colocar no local réplicas, alegando que as mesmas sofreriam muito com as condições climáticas do local e estariam comprometendo a preservação das peças. Nessa nova visita foram encontrados revestimentos com nanotecnologia nas estátuas que tem a função de evitar a entrada de neve nas fissuras das estátuas impedindo, assim seu desgaste acelerado;

O Grupo ficou até o anoitecer, sendo presenteado com um belíssimo por do sol.

Confira abaixo a galeria de fotos do 2o dia da 8a Expedição Zigurats Turquia 2014

Publicação de arquivo de urandir em 2014-05-04 19:46:16.
bibliografias:
Urandir - Urandir site Urandir
Urandir Ufologia Urandir
Urandir web archive - Urandir web link Urandir | Projeto Portal | Urandir Oliveira | Urandir Fernandes de Oliveira

3o dia da 8a Expedição Zigurats – Turquia 2014 – Urandir e Equipe Zigurats em Mardin

No 3 dia da 8a Expedição Zigurats na Turquia em 2014, 1x1.trans | 3o dia da 8a Expedição Zigurats – Turquia 2014 – Urandir e Equipe Zigurats em MardinUrandir e a equipe de pesquisadores do Projeto Portal partiram logo pela manhã com destino a Mardin.  A Província de Mardin e situa-se a 15km da fronteira com a Síria e é uma parte da zona histórica do Curdistão e situa-se naquilo que é tradicionalmente considerada a fronteira entre a Anatólia e a Mesopotâmia. Grande parte, senão a maioria dos habitantes são de etnia curda, mas, além de turcos, também existem minorias significativas de sírios (caldeus) e árabes.

A equipe visitou o centro antigo de Mardin onde ainda hoje é possível encontrar pessoas que falam o aramaico, lingua original de Jesus. É possível encontrar vestígios de ocupação pelos Sumérios no local. A objetivo da pesquisa no local é  também coletar indícios e evidências da passagem de Cristo nessa região e, segundo algumas referencias,  foi na região de Mardin que Sara, a mulher de Abrahão nasceu.

Confira abaixo a galeria de fotos

Publicação de arquivo de urandir em 2014-05-05 23:35:32.
bibliografias:
Urandir - Urandir site Urandir
Urandir Ufologia Urandir
Urandir web archive - Urandir web link Urandir | Projeto Portal | Urandir Oliveira | Urandir Fernandes de Oliveira

Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia

   1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquia  O Projeto Portal, liderado por Urandir Fernandes de Oliveira realizou um grande evento que mobilizou a pequena cidade de Dara na Turquia.

     Durante o evento realizado no dia 05/05/2014 foi fe1x1.trans | Projeto Portal realiza evento em Dara na Turquiaita a entrega de centenas de presentes, em sua maioria material escolar (cadernos, canetas, lápis, borrachas, mochilas, lápis de cor, entre outros) que foram dados como presentes a centenas de crianças da região. Boa parte desse material foi arrecadado como doação pela Associação Projeto Portal e seus associados.
O Evento se transformou em uma grande festa, emocionando todos que participaram, tanto os 63 associados que formavam a equipe do Projeto Portal que realizou a distribuição, tanto quanto as próprias crianças que não imaginavam o presente que ganhariam.
Urandir fez questão de deixar um agradecimento “a todos que se mobilizaram e se esforçaram para que esse evento fosse possível e que se realizasse com todo o sucesso”.

     Com certeza esse foi um dia muito especial e inesquecível na vida dessas crianças e de todos que participaram direta ou indiretamente desse projeto.

confira abaixo as fotos do evento

Armazenar alimentos pode ser solução para sobrevivencia

1x1.trans | Armazenar alimentos pode ser solução para sobrevivenciaHá mais de seis anos que os pesquisadores do Projeto Portal, através de seus parceiros de outras galáxias, entre eles o ET Bilu, vêm alertando à população sobre os desastres naturais que estão ocorrendo em diversos pontos da Terra. O alerta é no sentido das pessoas se precaverem e manter em suas casas suprimentos de alimentos, medicamentos, água para o caso de alguma eventualidade nesse sentido. O Projeto Portal não acredita no final do mundo em 2012, conforme algumas linhas de pensamento apregoam, mas considera viável a ocorrência de fenômenos naturais que possam causar danos e doenças, através da destruição proporcionada por vendavais, terremotos, vulcões, enchentes, incêndios, partículas cósmicas e até a atividade solar mais ou menos intensa, já que ambas afetam nosso planeta de alguma forma.

Até então muitos pouco se importavam com essa informação, alegando que não havia nada de científico que comprovasse essas situações. No entanto, aqui mesmo no Brasil têm ocorrido situações que necessitam de reflexão sobre a necessidade das pessoas manterem mantimentos e medicamentos em suas residências.
Um exemplo disso foram as enchentes e deslizamentos de terra ocorridas no Rio em janeiro de 2011. De repente, faltaram alimentos, medicamentos, água. Os supermercados das cidades serranas fluminenses também foram atingidos pela lama e sujeira e o socorro teve que vir de fora, porém o acesso às cidades em calamidade pública dificultou o envio de provimentos. Se pesquisar no Google, podemos verificar que a todo o momento ocorrem catástrofes climáticas e o Brasil não ficou fora disso. Um país que enfrenta situação de calamidade agora em junho é a China, onde novas inundações já deixaram mais de 94 mortos e 78 desaparecidos, principalmente na Província de Zhejiang, na costa leste, que é uma das mais afetadas e a zona mais próspera do país. 1x1.trans | Armazenar alimentos pode ser solução para sobrevivencia
É sempre bom ter em mente que acidentes podem ocorrer em qualquer parte do planeta, portanto, também podem acontecer perto de nossas casas, principalmente atualmente, quando os fenômenos climáticos proliferam em todos os cantos do mundo e do Brasil.
Não custa nada ter em casa alimentos de primeira necessidade armazenados, como arroz, feijão, macarrão, sal, açúcar, mel, etc. Também a água pode ser armazenada se nas garrafas PETs de até dois litros forem colocadas três gotas de hipoclorito (compra-se até em supermercados e farmácias). Tudo é possível armazenar por um período de seis a meses a um ano e, caso nada ocorra, os alimentos podem ser consumidos e o estoque renovado para evitar o fator surpresa. Precaução sempre foi o melhor remédio.

NASA
Há poucos dias, o site da NASA, a agência espacial norte-americana, passou a orientar online seus funcionários e colaboradores em caso de emergências, como a ocorrência de terremetos. Veja o link (http://www.nasa.gov/centers/hq/emergency/personalPreparedness/index.html)
No vídeo, o administrador da Nasa,  Charles F. Bolden fala sobre “planos de emergência”, em “estar preparado”,  e em “kits de suprimentos” e muito mais, orientando “as famílias da Nasa” a se precaverem em casos de situações de grandes catástrofes. Charles F. Bolden é o atual administrador da agência espacial americana, designado para o cargo desde 2009  pelo presidente Barack Obama.

Assista ao vídeo, ao qual pegamos uma carona na tradução feita pela TV Alvorada Espírita, que consta no canal do You Tube.

Publicação de arquivo de urandir em 2011-11-10 04:06:14.
bibliografias:
Urandir - Urandir site Urandir
Urandir Ufologia Urandir
Urandir web archive - Urandir web link Urandir | Projeto Portal | Urandir Oliveira | Urandir Fernandes de Oliveira

CTZ conclui que anomalia em Júpiter era objeto desconhecido pela ciência – urandir notícias

Pesquisadores do Centro Tecnológico Zigurats (CTZ) do Projeto Portal concluíram em seu relatório que a anomalia de cor azul registrada durante 42 minutos na noite do dia 24 de janeiro em seu Observatório em Corguinho/MS nas proximidades do planeta Júpiter, emitia luz própria em um espectro limitado e se movimentava em grande velocidade em trajetória não linear. Diante disso, concluíram que a anomalia possui características de algo desconhecido pela ciência e que, por isso, pode ser denominado de “objeto” desconhecido.1x1.trans | CTZ conclui que anomalia em Júpiter era objeto desconhecido pela ciência   urandir notícias
A análise dos pesquisadores do CTZ descartou a hipótese de possíveis reflexos na lente do telescópio, falhas ou defeitos técnicos.
O estudo baseou-se em material composto por 309 fotos e três vídeos, levantando todas as possibilidades e determinando probabilidades por meio de cálculos e análise criteriosa com uso de ferramental científico. Os pesquisadores analisaram imagens de Júpiter com a anomalia azul que se apresentou em algunas das imagens fotografas pelo telescópio, através de comparações entre imagens, cálculos de magnitudes, espectografia e fotometria para determinar a característica da anomalia e compará-la com os padrões já definidos, já que a mesma não se enquadrava com nenhum outro astro conhecido (estrela, planeta, planetóide, asteróide, etc.)

1x1.trans | CTZ conclui que anomalia em Júpiter era objeto desconhecido pela ciência   urandir notíciasAs imagens registradas nas coordenadas 55º 09´ W e 19º 53`S na data de 24 de janeiro de 2014, foram objtidas com câmera configurada com as seguintes características: f/32, ISO 800, lentes 7.5 mm, tempo de exposição de 1 s, resolução de 4608 pixels horizontais por 3456 pixels verticais (16 mega pixels).

Observatório do CTZ está equipado com um moderno telescópio newtoniano de 350 mm equipado com montagem equatorial robotizada. Opera com focalizadores Crayford com precisão 10:1 em sistema robótico próprio e possui um exclusivo sistema de espelhos secundários robotizados desenvolvido pelos próprios engenheiros do CTZ, sendo que todas as funções secundárias como controles de foco, registro de imagens, movimentação da cúpula entre outras são todas automatizadas e robotizadas, sendo controladas através de computador, podendo inclusive ser operado remotamente.

Leia o relatório na integra em PDF

Publicação de arquivo de urandir em 2014-02-10 03:05:45.
bibliografias:
Urandir - Urandir site Urandir
Urandir Ufologia Urandir
Urandir web archive - Urandir web link Urandir | Projeto Portal | Urandir Oliveira | Urandir Fernandes de Oliveira

Expedição da Equipe Zigurats liderada por Urandir vai ao México pesquisar a Civilização Maia

Terceira expedição conheceu as ruínas maias na penísula mexicana de Yucatan e traçou paralelo com as Amazonas

A Expedição Brasil – Equipe Zigurats realizou sua terceira atividade no período de 15 a 21 de janeiro de 2010 na Península de Yucatan, Estado de Quintana Roo, no México, visitando as ruínas da civilização maia nas localidades de Chichén-Itzá, Tulum e Cobá. Participaram da terceira expedição 87 pessoas, entre elas seis da França, entre médicos, advogados, professores, geólogos, estudantes, ufólogos, empresários, etc.

Com o slogan “Revelando o passado para entender o futuro”1x1.trans | Expedição da Equipe Zigurats liderada por Urandir vai ao México pesquisar a Civilização Maia, a terceira Expedição Brasil, a exemplo das duas realizadas à Amazônia em 2005, os trabalhos se focaram na pesquisa antropológica e arqueológica, desta vez estudando as civilizações pré-colombiana maia, tolteca e asteca e sua influência no momento atual vivenciado pela humanidade e sua ligação com o Brasil, principalmente no que se refere à lenda das “amazonas” que, segundo consta, viveram muitos anos em terras brasileiras com objetivos bem diferentes do que consta da crença popular.

Foram visitadas as ruínas maias de Chichén-Itzá, onde está a pirâmide de Ku-Kul-Kan (nome de um dos principais deuses maias, conhecido como “serpente emplumada”). Ku-Kul-Kan ou o templo das Amazonas (rainhas/sacerdotisas que dirigiam a civilização maia), representa o tempo, muito bem registrado em suas 18 plataformas, sendo 9 de cada lado da escada principal com o simbolismo da divisão do ano solar maia em 18 meses. A cada lado da escadaria principal há 26 baixos relevos, ou seja, 52 painéis por fachada que correspondem ao Ciclo Maia de 52 anos, uma parte do grande ciclo de 5.200 tuns (5.125 anos) entre os raios sincronizadores da galáxia central, período este que se encerra no equinócio de dezembro de 2012, para dar início a outro período de civilização.

Em Chichén-Itzá também foi visto “El Caracol”, um observatório construído há mil anos com a cúpula arrendondada idêntica aos atuais. A torre de El Caracol se assenta acima de quatro espirais, permitindo excelente visão do céu e da paisagem ao redor. Suas fendas ou “janelas” permitem a observação de Vênus, bem como o equinócio do por do sol. Os maias desenvolveram a aritmética de maneira que ela permitiu cálculos astronômicos com uma exatidão admirável. El Caracol foi cuidadosamente alinhado com os movimentos de Vênus.

1x1.trans | Expedição da Equipe Zigurats liderada por Urandir vai ao México pesquisar a Civilização MaiaA segunda visita foi a Tulum na Riviera Maia, também localizada na província de Quintana Roo, perto de Chichén-Itzá, com ruínas arqueológicas que são uma das mais importantes da região. Tulum tem na sua praia de areia branca e nos seus cenotes (poços naturais) como o de Angelica, o seu maravilhoso ambiente natural e seu principal patrimônio. A fundação desta cidade parece remontar ao ano 564 de acordo com algumas inscrições encontradas. No século XV chegaram os espanhóis e no século XVI ficou totalmente desabitada. Ali se encontra o farol que orientava a chegada dos navios maias por intermédio de um jogo de luz natural. Esta cidade era designada pelos maias pelo nome de Zamá, que significa cidade da aurora. Tulum é também uma palavra maia para barreira ou parede, o que se entende facilmente pois a cidade encontra-se rodeada de espessa muralha protetora. Tulum é o terceiro sítio arqueológico do México mais visitado.

A terceira parte da Expedição Brasil – Equipe Zigurats foi às ruínas da cidade da cidade de Cobá, que teve seu apogeu em torno do ano 650. A população de Cobá se utilizava do porto de Tulum para as trocas de mercadorias efetuadas na região. Cobá é uma grande cidade pré-colombiana em ruínas da civilização maia, localizada no Estado de Quintana Roo, Península de Iucatã no México. A maior parte da cidade foi construída em meados do período clássico da civilização maia, entre os anos de 500 e 900 da nossa era. Após 1000, a cidade perdeu importância política, ainda que pareça ter conservado a sua importância simbólica e ritual, que lhe permitiu recuperar certa hierarquia entre 1200 e 1500, quando se construíram diversos edifícios já dentro do estilo “costa oriental”.

Cobá tem como principal monumento a pirâmide de Nohoch Mul ou o “Castillo”, com 42 metros de altura. Possui um observatório astronómico, um campo de jogos para o denominado jogo da bola e uma pirâmide pequena logo na entrada da zona arqueológica.1x1.trans | Expedição da Equipe Zigurats liderada por Urandir vai ao México pesquisar a Civilização Maia

Nesta localidade, situada dentro de um parque nacional, também foram pesquisadas diferentes estelas, localizadas em diferentes pontos, que corroboram a presença das rainhas (amazonas/sacerdotisas) governantes da civilização maia, que anos mais tarde misturou-se com os toltecas e astecas, sendo que a maior parte de sua população simplesmente desapareceu, deixando no ar um mistério sobre este desaparecimento, que está sendo estudado pela Expedição Brasil – Equipe Zigurats.

Urandir afirma que a expedição foi um total sucesso, foram coletadas muitas informações que estão auxiliando a traçar um paralelo da civilização Maia com a civilização das Amazonas. “Estamos desvendando detalhes importantes de civilizações ancestrais que auxiliarão a nos posicionar na linha evolucional” salienta Urandir.

fonte: http://www.urandirblog.com.br/

Publicação de arquivo de urandir em 2010-02-16 15:42:00.
bibliografias:
Urandir - Urandir site Urandir
Urandir Ufologia Urandir
Urandir web archive - Urandir web link Urandir | Projeto Portal | Urandir Oliveira | Urandir Fernandes de Oliveira

Forte tempestade solar chega à Terra

1x1.trans | Forte tempestade solar chega à TerraUma forte tempestade solar deve atingir a Terra nesta quinta-feira (08), com potencial para afetar redes elétricas, satélites de navegação GPS e rotas de aviões.A tempestade – a mais forte dos últimos cinco anos – vai liberar uma grande carga de partículas, segundo especialistas em meteorologia dos Estados Unidos.

De acordo com eles, a tempestade foi provocada por grandes explosões que ocorreram no começo da semana. O efeito maior será sentido nos polos do planeta e com certeza deveráo ocorrer autoras. Aviões que passam por essas regiões precisarão desviar suas rotas.
As pa rtículas solares chegam à Terra a 6,4 milhões de quilômetros por hora, segundo o centro meteorológico americano US National Oceanic and Atmospheric Administration (Noaa, na sigla em inglês). Imagens das regiões do Sol onde as explosões ocorreram revelam uma complexa rede de manchas, indicando que há quantidades enormes de energia magnética.
Outras tempestades magnéticas foram observadas nas últimas décadas. Uma explosão solar enorme, em 1972, paralisou as linhas telefônicas do Estado americano de Illinois.
A emissão de massa coronal teve nível KP6, considerado moderado, seguidos de outras quatro com mível KP5, também moderado.
Os cientistas dizem que a tempestade solar, que começou no início da semana, está crescendo à medida que se afasta do sol, expandindo-se como uma bolha de sabão gigante. Quando ela atacar na manhã desta quinta-feira, as partículas irão se mover em 4 milhões de quilômetros por hora.
- Vai nos bater bem no nariz – disse Joe Kunches, um cientista da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica, em Boulder, Colorado.
Os astrônomos dizem que o sol tem estado relativamente calmo por algum tempo. E esta tempestade pode parecer mais feroz porque a Terra foi embalada por vários anos de atividade solar fraca.
A tempestade faz parte do ciclo normal do sol de 11 anos, que deve ao auge no próximo ano. Tempestades solares não causam danos às pessoas, mas elas afetam a tecnologia. E durante o último pico, por volta de 2002, os especialistas descobriram que o sistema de posicionamento global, conhecido como GPS na sigla em inglês, era vulnerável às explosões solares.
- Como a nova tecnologia que floresceu desde então, os cientistas descobriram que alguns novos sistemas também estão em risco – disse Jeffrey Hughes, diretor do Centro Integrado de Modelagem de Clima Espacial da Universidade de Boston.
O sol entrou em erupção na noite de terça feira e os efeitos mais notáveis deveriam alcançar a Terra nesta quinta-feira entra 3h e 7h (no horário de Brasília), segundo as previsões do Centro Espacial de Meteorológica. Os efeitos podem persistir até a manhã de sexta-feira.
- Este é um evento de bom tamanho, mas não do tipo extremo – disse Bill Murtah, coordenador do programa do Centro de Previsão de Clima Espacial.
Rob Steenburgh, meteorologista do Centro de Previsão de Clima Espacial, disse que até às 23h30m de quarta-feira não houve efeitos visíveis da tempestade solar na Terra. Mas ele observou que havia alguns indícios de um satélite, que registrou um ligeiro aumento em partículas de baixa energia.

Outras tempestades magnéticas foram observadas nas últimas décadas. Uma explosão solar enorme, em 1972, paralisou as linhas telefônicas do Estado americano de Illinois. (Fonte:   http://www.bbc.co.uk/portuguese/videos_e_fotos/2012/03

Publicação de arquivo de urandir em 2012-03-08 11:52:59.
bibliografias:
Urandir - Urandir site Urandir
Urandir Ufologia Urandir
Urandir web archive - Urandir web link Urandir | Projeto Portal | Urandir Oliveira | Urandir Fernandes de Oliveira

Urandir – 11o dia Diário de Bordo 7a Expedição Zigurats – Turquia 2013

No 11 dia da Expedição Zigurats – Turquia – A terra de gigantes, Urandir e a equipe de pesqui1x1.trans | Urandir – 11o dia Diário de Bordo 7a Expedição Zigurats – Turquia 2013sadores do Projeto Portal visitaram as ruínas de Dara.

Dara foi uma importante cidade-fortaleza bizantina no norte da Mesopotâmia, na fronteira com o Império Sassânida. Seu nome é em homenagem a Dario que lutou contra Alexandre o Grande, e usou a cidade como uma importante base de apoio. A cidade de Dara está dentro da Província de Mardin e situa-se a 15km da fronteira com a Síria.
A datação dessas ruínas não é precisa, mas encontraram vestígios de ocupação pelos Sumérios no local. A importância dessa visita e pesquisa também é devido a passagem de Cristo nessa região e segundo algumas referencias  foi na região de Mardin que Sara nasceu.

Confira abaixo a galeria de fotos do 11o dia da 7a Expedição Zigurats – Turquia 2013

 

Publicação de arquivo de urandir em 2013-10-27 13:23:01.
bibliografias:
Urandir - Urandir site Urandir
Urandir Ufologia Urandir
Urandir web archive - Urandir web link Urandir | Projeto Portal | Urandir Oliveira | Urandir Fernandes de Oliveira